sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Little Princess

With love, Suellen Jumes às 11:47
Érica era uma menina interessante.
Ela gostava de contos de fadas. Onde o bem sempre vencia no final. E onde a princesa sempre vivia feliz e com quem amava.
Seu pai costumava chamá-la de "minha princezinha". E de fato ela o era. E como tal, passava dia após dia vivendo um monólogo, onde ela era a princesa e também o príncipe.
Ela imaginava cada detalhe do encontro perfeito, da conversa perfeita, da dança perfeita, do beijo perfeito.
Ela acreditava tanto naquele mundo encantado que, alguns instantes antes de cair na imensidão dos sonhos, via a fadinha que tinha na mesa de cabeceira piscar-lhe um olho, como que se prometesse que seu desejo seria realizado.
E como para Érica cada dia era um dia especial, ela colocava perfeitamente sua maquiagem, aquela que destacava seu olhar delicado, mas decidido. Colocava a roupa que mais mostrasse seu estado de espírito do dia.
Ela ia para escola todo dia, esperando que ele a encontrasse. Sim, mas ele quem? Ela não sabia. Mas ela sabia que quando ele viesse ela o reconheceria.
E de fato quando ele apareceu, ela instantaneamente o reconheceu. Ela lhe deu seu melhor sorriso, e quando ele retribuiu ela sentiu as tão esperadas borboletas no estômago.
Mas na hora da saída, enquanto ela imaginava ele vindo em sua direção e dizendo o "olá" mais importante da sua vida. Ela o viu com outra garota, aos beijos.
E enquanto uma lágrima morria entre seus lábios a esperança pintou-lhe os olhos novamente, porque ela sabia que um conto de fadas não era trilhado em um caminho reto, um conto de fadas sempre tinha espaço para a reviravolta no terceiro ato.


E como toda princesa, ela teria seu conto de fadas.

6 flocos de neve:

Luiza on 30 de outubro de 2010 05:51 disse...

fomos criadas assim, sendo chamadas de princesas e procurando nosso príncipe. o idealizando sozinhas, nos nossos monólogos. gostei do texto, é impossível não se identificar. haha beijos

Marcos de Sousa on 30 de outubro de 2010 16:19 disse...

Muito bom o texto. Acho que essa menina da história é uma amiga minha. rsrs


Seguindo... Quando puder, me faça uma visita: http://omundosobomeuolhar.blogspot.com/

Beijos

Suzanna Rani on 1 de novembro de 2010 20:50 disse...

Que texto lindo.
Me visite assim que possível?
http://outrotextoamais.blogspot.com

João Lenjob on 4 de novembro de 2010 09:29 disse...

Aqui é super legal também. Você quem cria estes textos?
Olha, peço por gentileza que passe no Castelo, http://castelodopoeta.blogspot.com e veja e comente do belo vídeo do Pato Fu enviado com exclusividade pela Fernanda Takai. Aguardo!!

Beijos!!

João Lenjob.

Ju Fuzetto on 4 de novembro de 2010 10:23 disse...

Coisa mais linda!!

Um beijo flor do campo!!!

bom restinho de semana!!!

Brisa Brito on 10 de dezembro de 2010 14:15 disse...

Princesas sempre tão injustiçadas. Por isso eu desistir de ser uma...

Postar um comentário

 

A Thousand and One Words Copyright © 2010 Design by Ipietoon Blogger Template Graphic from Enakei | web hosting